Uso de Ferramenta de Gestão na Análise Operacional da Mecanização Agrícola

20 03 2011

A mecanização agrícola vem avançando nas últimas décadas para trazer maiores benefícios  para aqueles que decidiram investir na agricultura, independente de pequenos, médios ou grandes produtores.

As máquinas, implementos e equipamentos agrícolas, que são lançadas anualmente em feiras e exposições relacionadas à agricultura,  estão trazendo melhorias e novas soluções para o campo. O uso da mecanização pode aumentar a qualidade operacional de várias atividades que compõe o sistema de produção como: preparo do solo, plantio, aplicação de adubo e defensivo agrícola, colheita, beneficiamento e armazenamento. Espera-se que esta qualidade operacional reflita de forma positiva na produtividade final e que os custos de produção gerem lucros. Para tanto se faz necessário a realização do gerenciamento dos sistemas mecanizados da propriedade, uma tarefa complexa, ao qual a análise operacional da mecanização agrícola é uma das ferramenta gerenciais que, se analisadas e planejadas de maneira correta, pode auxiliar na tomada de decisões dos aspectos técnicos, de tempo e  de custos operacionais.

Para iniciar essa análise gerencial deve-se realizar a caracterização das operações agrícolas, através do mapeamento de processos “5W2H”, que são as perguntas chaves para o levantamento das informações que irão dar suporte para a análise operacional. A sigla 5W2H vem do inglês: What? (O que?/Qual?), When? (Quando?), Where? (Onde?), Why?(Por quê?), Who? (Quem?), How? (Como?) e How Much ? (Quanto custa?).  Esse levantamento deve ser feito por pessoas com conhecimento técnico da área de mecanização agrícola, pois esta análise irá influenciar diretamente em fatores como: rendimento operacional, adequação trator-implemento, dimensionamento da frota agrícola, custos de produção e capacitação operacional, além de ser fatores incisivos na qualidade de todo o sistema de produção.

No estudo de rendimento operacional é feita uma avaliação quantitativa e qualitativa do desempenho das máquinas agrícolas, identificando os parâmetros, formas de controle e os custos das operações envolvidas. Fatores como o tempo de campo, que envolve o tempo operacional (em que o conjunto mecanizado está trabalhando) e tempos perdidos (em manobras, obstruções no campo, abastecimento, manutenção) irão influenciar na eficiência de campo.

A adequação trator-implemento visa relacionar o conjunto mecanizado correto para cada tipo de atividade num determinado ambiente que será realizada a operação. Através dessa adequação espera-se obter o máximo rendimento útil das máquinas, maior eficiência e qualidade operacional com menores custos de produção.

O dimensionamento da frota agrícola esta relacionado com o sistema mecanizado que a propriedade necessita para suprir as necessidades do sistema de produção como implantação, condução e retirada da cultura instalada. Nesta etapa, há a influência dos fatores externos (condições edafo-climáticas) e internos (tamanho da propriedade, tipo de cultura, tipo de manejo, ritmo operacional).

Os custos de produção estão ligados ao tipo de atividade realizada que envolve a utilização de: máquinas (manutenção, combustível, depreciação, seguro, alojamento, mão-de-obra) e o insumo envolvido (sementes, adubos, defensivos), entre outros. Através desses fatores pode-se observar a importância da qualidade do gerenciamento sobre as atividade agrícolas na redução dos custos de produção.

Finalizando, a capacitação operacional possui grande importância em todo o sistema de produção, visto que possuir máquinas, implementos e equipamentos com controle de manutenção, combustível e lubrificantes disponíveis para consumo, mais insumos para serem aplicados no campo, se não houver uma equipe técnica e operacional que não esteja preparada para realizar as atividades agrícolas.  Realizar operações incorretas podem acarretar maiores custos com manutenção, redução da qualidade do sistema produtivo, menor eficiência operacional, entre outros fatores que poderão reduzir os lucros ou serem a chave do fracasso da lavoura.

O uso de ferramentas de gestão na análise operacional da mecanização agrícola visa auxiliar os empresários e produtores rurais a reduzirem os riscos de fracasso da lavoura, aumentarem a qualidade do produto final, dos conjuntos mecanizados e do lucro. Deve haver uma sustentabilidade das operações, ou seja, realizar as atividades de uma forma que proteja o meio ambiente e os recursos humanos envolvidos, e que o sistema de produção seja viável econômicamente.

Mateus T. Zerbinati








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.